Sinceridades

#Bru30

Postado por Bruna Bolis 19 de outubro de 2016 0 Comentários
Sexta-feira passada (14/10) completei 30 anos e escrevi esse texto no meu perfil. Hoje resolvi compartilhar ele com vocês aqui no blog! :*
14716217_1122564321132249_6299959453415911334_n
Ah os 30!
Quando eu era criança, imaginava completando a minha terceira década com 2 filhos, uma vida pacata indo e voltando do trabalho. Pensava que com 30 seria uma senhora, com milhões de responsabilidades, completamente independente. Mas não tinha ideia sobre a imensidão desse mundo e das infinitas possibilidades que a vida tem. Definitivamente, estou longe de ser uma senhora e não me considero independente.
 
Descobri que a profissão que achava que gostava, não me dava prazer. Que a cidade em que eu morava não trazia mais benefícios, que não era lá que eu iria me encontrar. Entendi que a felicidade é uma busca constante e quem faz ela somos nós. Que meus maiores defeitos são ser ansiosa e criar muita expectativa, e mesmo sabendo deles não consigo mudar. Então, claro, sempre me frustro. Que meu metabolismo não é mais o mesmo. Que amo muito comer e comer muito, o que me leva ao próximo tópico. Que os 10kg que ganhei no ano passado somados aos outros 10 que queria perder, estão sendo muito difíceis de eliminar. Que 3 garrafas de vinho entre amigas não tem o mesmo efeito de antigamente e as consequências podem ser drásticas. Que amigos de verdade estão sempre por perto, mesmo estando longe fisicamente. Que é muito bom amar e ser amada. Que dizer eu te amo é ainda melhor do que escutar. Que sou mais madura, mas não tanto quanto o “peso” da idade. Que ainda me sinto super jovem, até por que os 30 são os novos 20. Que a vida vale a pena ser vivida. Não esqueci das pessoas que fizeram parte da minha vida, de forma positiva ou negativa. Não esqueci de onde vim e por onde passei.
 
Muitos dos pensamentos que eu tinha mudaram. Não perdi minha essência e não demorei 30 anos pra descobrir tudo isso. Mas aos 30, tudo isso fica mais fácil de entender, a vida fica mais leve, fica mais tranquila. Entendemos quais são nossos gostos e desgostos, conseguimos dizer não na hora certa e entrar de cabeça em algo que realmente queremos. Tive 3 profissões até descobrir a que realmente me faz feliz, e aos 29 comecei a trabalhar com ela.
 
Não me arrependo de nada que eu fiz ou deixei de fazer até agora, fiz tudo o que eu tinha vontade de fazer: larguei tudo, viajei, casei, e todas essas atitudes me fizeram ser quem eu sou hoje. Não sou ninguém importante, famosa ou referência de alguma coisa. Mas sou tudo isso pra quem eu me importo e que se importa comigo. E isso meus amigos, é o caminho da felicidade! Aos 30!! ?

via GIPHY

Você também pode gostar